Se soubesse que seria a última vez, teria te abraçado mais forte.
Marina   (via repouse)
Eu não tinha muito a oferecer, eu sei… Mas tudo o que eu tinha, era seu.
Caio Fernando Abreu (via animicida)
Porque amo você, eu acho. Não sei ao certo. Sei que jamais terei certeza se você continuar com essa bobagem estúpida de ficar longe de mim.
Gabito Nunes.  (via repouse)
O medo não é uma boa desculpa. O medo é a desculpa que todo mundo sempre dá.
Quem é você, Alasca?  (via animicida)
Eu sou sua e eu serei sua até que as estrelas caiam do céu. Sua até que os rios sequem, em outras palavras, até eu morrer. Eu sou sua e eu serei sua até que o sol não brilhe mais. Sua até que as rimas dos poetas se esgotem, em outras palavras, até o fim dos tempos.
Arctic Monkeys.  (via repouse)
Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena acreditar no sonho que se tem, ou que seus planos nunca vão dar certo, ou que você nunca vai ser alguém.
Renato Russo. (via repouse)
Quero um amor sossegado. Alguém para me abraçar, assistir um filme, jogar baralho, viajar, conversar, contar o dia, fazer cafuné, dar apoio, confortar. Quero troca, carinho, respeito, cumplicidade. O amor é uma amizade sem inveja. É um sonho com realidade. É uma realidade sem photoshop. O amor é um abraço apertado, um olhar que se encontra, um silêncio que não incomoda, um barulho de onda, um gosto bom. Não tem serenata, mas tem bilhetinho dentro da bolsa. E rotina, cansaço, discussão, divergências de opinião. Mas, acima de tudo, tem paciência. E vontade.
Clarissa Corrêa (via alentador)
Você podia morar ali,
no fim da rua.
Marina.  (via butlesbians)
Mas o sentimento de inadequação, de estrangeirismo, carrego dentro de mim. Talvez seja da minha natureza não me sentir pertencendo a lugar nenhum, em lugar nenhum.
Chico Buarque. (via alentador)
Mas, quando fechou os olhos, continuou visualizando a forma como os cantos da boca dele levantavam levemente sempre que ela dizia algo engraçado, ou a forma como as sobrancelhas dele se juntavam quando estava concentrado em uma atividade. Rolou na cama por um bom tempo, sem conseguir dormir, imaginando se, talvez, apenas talvez, ele também estaria acordado, pensando nela.
Nicholas Sparks.  (via repouse)
Tem dias que a gente não esta pra ninguém. Que da vontade de ficar deitado ali naquela cama por dias, de enterrar a cabeça no meio das cobertas e dormir por uns mil anos até toda essa dor passar.
O Pequeno Bob.  (via repouse)
Perder a juventude, de alguma maneira, é perder sua utilidade. Acaba sendo uma consequência natural da vida. Quando o tempo sopra sobre nós essa poeira. Quando vamos perdendo as habilidades e destrezas da juventude, a gente experimenta essa inutilidade que a velhice proporciona. A utilidade é gratificante, porém cansativa, acredito até que seja algo perigoso. Porque muitas vezes pensamos que as pessoas gostam da gente, mas não, elas estão interessadas naquilo que a gente proporciona. É por isso que a velhice é esse tempo que passa a sua utilidade, e fica só o seu significado como pessoa. É o momento que a gente tem a oportunidade de saber quem nos ama de verdade. Porque só nos ama, e só ficam até o fim, aquele que depois da utilidade, descobriu o nosso significado. Por isso, sempre peço a Deus para que eu possa envelhecer ao lado das pessoas que me amam, aquelas pessoas que podem nos proporcionar aquela tranquilidade de ser útil, mas o mesmo tempo sem perder o valor. Por isso peço a Deus alguém que saiba colher minha inutilidade, alguém que olhe pra mim e saiba que eu não sirva pra muito coisa mas que eu continuo tendo o meu valor. Porque a vida é assim, se você quer saber quem te ama de verdade, é só identificar se ele seria capaz de tolerar sua inutilidade. E, se quer saber se você ama alguém, pergunte a si mesmo: Quem nessa vida já pode ficar inútil pra você, sem que você sinta aquele desejo de jogá-lo fora? E é assim que descobrimos o significado do amor, pois só o amor nos dá condições de cuidar do outro até o fim. Por isso eu digo, que feliz é aquele que tem ao final da vida, a graça de ser olhado nos olhos e ouvir a fala que diz: Você não serve pra nada, mas eu não sei viver sem você.
Padre Fábio de Melo.   (via repouse)
Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá.
1 Coríntios 13:1-8  (via repouse)
O maior erro de noventa e nove por cento das pessoas é ter vergonha de serem quem são, é mentir a esse respeito, fingindo ser alguém diferente. A honestidade era a sua marca, a sua arma, a sua defesa. Quando somos honestos, as pessoas se assustam, ficam chocadas.
J.K. Rowling.  (via repouse)